Texto: VISÃO UMBANDISTA - VIDA APÓS A MORTE
02/10/2017 - 16h47 em Umbanda

 

O tema de hoje muitos podem dizer que faz parte do Espiritismo e não da Umbanda, porém creio que a Umbanda é uma junção de várias doutrinas, dentre elas está também o espiritismo...

Diferente de outras religiões que creem que as pessoas podem ir para o céu ou para o inferno, nós Umbandistas não entendemos desta forma, acreditamos que, por pior que a pessoa tenha sido neste plano terreno, após seu desencarne ela pode evoluir espiritualmente, porém esses espíritos, de encarnados que cometeram crimes, mataram, roubaram ou até mesmo cometeram suicídio, passam pelo umbral, local onde ele irá aos poucos sendo libertado de tudo que fez quando encarnado, se após esse período no umbral ele se arrepender dos atos praticados, poderá ser encaminhado para uma outra colônia espiritual em busca de evolução.

Acreditamos na reencarnação, logo, temos conosco que existe a possibilidade de, após um tempo em que um espírito desencarnou, ele pode reencarnar para resgatar tudo que ficou pendente, suas faltas, suas falhas, seus laços familiares...

Não morremos, apenas nos desligamos de nosso corpo físico, de nossa matéria e continuamos sendo o que sempre fomos, com os mesmos defeitos e qualidades em um outro plano, que é o espiritual.

As lembranças que ficam com o desencarnado quando ele faz sua passagem, é que vão levá-lo a seu local de merecimento, isso depende muito de como essa pessoa era quando encarnada, pessoas muito apegadas a coisas materiais, pessoas com vícios ou até mesmo aquelas que não aceitaram sua morte, que não acreditam na vida após a morte, provavelmente terão dificuldade de se desligar do plano material, podem ficar presos na terra até que consigam se desprender e entender que não fazem mais parte desse plano.

Espíritos de baixa evolução, acabam por não conseguir se reequilibrar e com isso fazem com que os níveis vibracionais caiam cada vez mais, negativando assim seus mentais e a esses espíritos damos o nome de Eguns.

Existem muitos trabalhadores espirituais tentando ajudar para que esses Eguns encontrem seu caminho, tentando encaminha-los para colônias de tratamento...porém nem sempre são bem sucedidos em seus trabalhos, nem sempre o espírito está preparado para o encaminhamento, portanto, quando não conseguem, deixam de lado e aguardam até esse espírito esteja com um grau maior de consciência, para que assim, possam tentar novamente o encaminhamento.

Geralmente para esses espíritos que são mais díficeis de encaminhar, os trabalhadores espirituais atuam através dos nossos Exus, uma vez que são eles que trabalham para a Lei neste tipo de nível vibratório, eles conseguem fazer com que esses espíritos eliminem seus vícios, se desprendam deles e passam a ter consciência de seus erros, podendo assim serem encaminhados ao seu local de merecimento.

Portanto, nós Umbandistas acreditamos que ao fazer sua passagem, o espírito se liberta da prisão que tem no corpo físico e poderá reencarnar ou não para continuar seu processo de evolução, isso dependerá da sua evolução enquanto encarnado.

Espíritos mais evoluídos não terão a necessidade de reencarnar, visto que pela evolução que já tiveram, podem cumprir suas pendências com o plano material por outros meios, podendo ser através de contato com os vivos atuando em trabalhos mediúnicos na Umbanda, em Mesas Brancas e até mesmo no Kardecismo.

Axé a todos!

Página Vamos Falar de Umbanda no Facebook https://www.facebook.com/filhadeoyaRS
Texto de #FilhaDeOya #MaraRúbia

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!